Outubro Rosa

Outubro Rosa

Outubro Rosa

Mês de Outubro

No mês de outubro já é de conhecimento nacional a Campanha Outubro Rosa. A campanha existe desde 1990 e teve início nos Estados Unidos, porém somente em 1997 iniciaram efetivamente as ações voltadas a prevenção do câncer de mama; no Brasil a primeira iniciativa ocorreu em 2002 com a iluminação rosa no monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera).

A campanha tem por objetivo estimular a população a participar no controle do câncer de mama, promover a conscientização e disseminar informações sobre a doença, diagnóstico e a possibilidade de tratamento que é oferecida diminuindo assim a taxa de mortalidade.

O Câncer de Mama é o mais recorrente entre mulheres no Mundo e no Brasil em relação a outros tipos de câncer, sendo responsável por 28% de novos casos a cada ano. Também pode acometer homens, porém com uma incidência muito menor, representando 1% do total de casos da doença.

Estimativa

O que é?

O câncer ocorre devido a proliferação anormal, irregular e rápida de células com potencial invasivo, o fato se dá por fatores genéticos (hereditários ou adquiridos). Existem diferente tipos de câncer de mama com diferentes evoluções. Os principais são:

  • Carcinoma Ductal: que ocorrem nos ductos mamários e possui vários subtipos. Ocorre em 80% dos casos.
  • Carcinoma Lobular: ocorre nos lóbulos que são os responsáveis pela produção do leito materno. Apresenta-se em cerca de 5% a 10% dos casos.

Ex Mama

Os tumores podem ser localizados em diferentes fases, estadiamentos, que definem o aspecto do câncer. A definição do estágio do tumor auxilia na escolha do melhor tratamento para cada caso. As células cancerígenas podem estar localizadas ou infiltrantes, localizadas (in situ) quando as células se contém nos ductos ou lóbulos e infiltrantes quando atingem linfonodos ou outros órgãos, o chamado processo de metástase.

Fatores de Risco

Não há um fator único para a ocorrência do câncer de mama; os fatores podem ser hormonais, ambientais, comportamentais e fatores genéticos. O risco aumenta com fator idade; a ocorrência maior se dá a partir dos 50 anos.

Fatores comportamentais e ambientais

  • Obesidade e sobrepeso após a menopausa
  • Sedentarismo
  • Consumo de bebida alcoólica
  • Exposição a radiações ionizantes com frequência
  • Uso de terapia de reposição hormonal

Fatores hormonais

  • Menarca (primeira menstruação) antes dos 12 anos
  • Menopausa após os 55 anos
  • Não ter tido filhos
  • Não ter amamentado
  • Primeira gestação após os 30 anos

Fatores genéticos

  • Histórico de câncer de mama em parente de primeiro grau com idade inferior a 50 anos
  • Histórico de câncer de mama bilateral ou câncer de ovário em parente de primeiro grau em qualquer faixa etária
  • Histórico familiar de câncer de mama masculino

O fator hereditário do câncer devido a mutação genética específica representa apenas 5% a 10% dos casos. Um ou mais dos fatores de risco acima não determinam necessariamente a ocorrência da doença.

Sinais e Sintomas

É necessário a investigação visual e palpação das mamas.

Podem ocorrer o aparecimento de caroço (s), nódulos, geralmente indolor; pele avermelhada ou alteração na textura da pele, aspecto como de uma casca de laranja; alteração do mamilo; saída espontânea de líquido de uma um ou ambos os mamilos; pequenos nódulos no pescoço ou região das axilas.

Quanto antes a descoberta, a realização de exames complementares, diagnóstico e o tratamento for iniciado maiores são as chances da cura.

Cura

CONTINUA…

Continue acompanhando nossas publicações …

 

Para ver o artigo anterior acesse nossa postagem Clicando Aqui.

Bibliografia.

Câncer de mama: é preciso falar disso.
Disponível em:< http://www.inca.gov.br/outubro-rosa/material/2018/folder-salvar-vidas-cancer-mama-2018.pdf>
Acessado em: 15 de outubro de 2018.

.

Escrito por: Enfª Gabriela de Castro Rodriguês Soares

por marcos galindo

Deixe uma resposta